sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Você já se perguntou o porquê...

Você já se perguntou porque senta-se à frente de um PC, disposto adquirir uma "...ose" (explico: doenças posturais com sufixo "ose": lordose, escoliose, cifose) ou uma "...ite" (esta eu não explico!)?

Você já se perguntou o porquê de tanta necessidade de estar à frente de um PC, "clicando" e "faletrando" (essa palavra é original!) sabe-se lá com quem, assuntos que "não tem fundamento" para a sua vida em particular?

Você já se perguntou o porquê do vício, antes mesmo da primeira refeição, antes do primeiro beijo na pessoa amada, antes de correr para o W.C. (quase excretando tudo o que tem direito pelo caminho!) , de ligar o PC?

Você já se perguntou o porquê de só conseguir se relacionar com gente nova, sempre de maneira "virtual"?

Você já se perguntou o porquê de passar o tempo todo "masturbando a mente" (essa também é original!) com as idéias mais "exdrúxulas" (outra!) que aparecem na W.E.B., e não contente em ter sido "agraciado" com essa baboseira que recebeu pelo e-mail, resolve espalhar a "boa nova", acreditando que assim está "ajudando" os outros, como se estes fossem pobres tolos, de tão "mal informados" que acredita piamente que são?

Você já se perguntou o porquê de achar que sexo "virtual" um "barato"?

Você já se perguntou o porquê ter mais chance na W.E.B. de conseguir trabalho do que pela forma tradicional?

Você já se perguntou o porquê de ficar hipnotizado com notícias de garotos que enriqueceram com aparentes "brincadeiras" na W.E.B., e hoje são executivos das próprias idéias?

Você já se perguntou o porquê de procurar a felicidade na tela de um PC, para aplacar a solidão e a timidez?

Você já se perguntou o porquê de extravasar as frustrações da vida, numa teia de mentiras, quando redige, e sorri, um "perfil" que não condiz com realidade?

Você já se perguntou o porquê só se sente feliz e sem complexo de inferioridade, quando pode se esconder por trás de um teclado e estbelecer comunicação, de " igual para igual" ?

Você já se perguntou o porquê de só conseguir se sentir aceito em lugares virtuais?

Você já se perguntou o porquê de só se sentir "forte" e "poderoso" quando faz alguém de "bobo" pela W.E.B., apenas para querer dizer que "...aqui eu sou o cara!" ?

Você já se perguntou o porquê ter tanta gente jovem conectada, enquanto a praia, o sol, o jogo de taco, as bolinhas de gude, os banços as praças e areia dos campinhos de futebol, estão lá na rua esperando?

Você já se perguntou o porquê da necessidade de se exibir à toda hora, a qualquer momento, tirando e repartindo fotos e imagens, às vezes em tempo real, com meio mundo, como se quisesse estar é na novela que passa naT.V. em horário nobre?

Você já se perguntou o porquê de toda hora baixar e gravar "trocentas" (mais uma!) músicas e ruídos variados, numa salada de gostos que o ouvido chega a "vomitar cera no travesseiro", de tanta "porcaria" que é obrigado à escutar?

Você já se perguntou o porquê da necessidade de querer saber tudo o que acontece, em todos os cantos, nos idiomas e dialetos mais estranhos, mesmo que no dia-a-dia isso não lhe sirva para nada?

Você já se perguntou o porquê sempre faz as mesmas coisas quando liga o PC, seguindo um mesmo ritual, e sempre retornando o mesmo ponto em que parou, mas acreditando que ainda não fez tudo e que ficou alguma "coisa" por fazer?

Você já se perguntou o porquê, após tudo isso que leu, você ainda continua em frente ao PC, repetindo o mesmo comportamento de antes, e ainda assim não entender o motivo desse texto?

Um comentário :

Marcos França disse...

Achei seu blog muito interessante, aborda vários temas relevantes e que geram discurssões sadias. Caso tenha interesse em parceria de troca de links, basta mandar email. Sou editor e responsável pelo Blog Cultura Nordestina, lá divulgo coisas legais de nossa cultura popular. Abraços

Feed e RSS! Agregador de Feeds/RSS